[sam_zone id=1]

Gaby Amarantos – A paraense que é símbolo de talento e empoderamento

2087 0

Gaby Amarantos ganhou reconhecimento pela música, mas é cada vez mais lembrada por ser símbolo de empoderamento negro e feminino

Faz menos de uma década que o trabalho de Gaby Amarantos se tornou conhecido em todo o Brasil e, no entanto, ela já se tornou uma das figuras mais representativas da mulher negra e de corpo “fora dos padrões” no país.

Gaby Amarantos

Misturando as funções de cantora, compositora, atriz e apresentadora, Gaby Amarantos conquistou toda uma nação com o seu jeito espontâneo e a sua voz poderosa. Além disso, também ajudou para que o país conhecesse um pouco mais sobre a sua região Norte e o estado do Pará.

E isso sem contar, é claro, toda a sua influência no que diz respeito à aceitação do próprio corpo e a fuga da imposição dos padrões estéticos do mundo de hoje.

Isso porque, de acordo com ela, mesmo já tendo participado de um programa de televisão com foco no emagrecimento; na atualidade, essa não é mais uma prisão da qual ela faz parte. 

Gaby Amarantos

Quem é Gaby Amarantos?

Gabriela Amaral dos Santos nasceu em Belém, capital do Pará, em 1० de agosto de 1978. Durante toda a infância ela morou na periferia de Belém, no bairro de Jurunas, e desde criança gostava de cantar, participando do coral da Paróquia de Santa Teresinha do Menino Jesus; onde deu início à sua carreira de cantora. 

A voz grave e potente sempre chamou a atenção, e no início da carreira ela fez parte da Banda Chibantes, com quem se apresentava em diferentes barzinhos de Belém. 

Gaby Amarantos e a banda Tecno Show

Posteriormente, em 2002, passou a fazer parte da Banda Tecno Show. Nos vocais de uma das grandes precursoras do tecnobrega no Brasil, misturando os ritmos do carimbó e do calypso em suas músicas. 

Gaby ganhou notoriedade e o grupo se tornou extremamente conhecido no Pará; assim como os seus looks extravagantes, geralmente compostos por saltos de 20 centímetros, apliques de cabelo, roupas, acessórios e make ultra coloridos. 

Depois de gravar dois álbuns de estúdios e três DVDs entre 2003 e 2009, a líder da banda engravidou e decidiu deixar o grupo em busca de uma carreira solo. 

Carreira de Gaby Amarantos

Foi ao lançar uma versão da música Single Ladies, chamada Hoje Eu Tô Solteira, que Gaby deu o pontapé inicial no que seria a sua carreira dos dias de hoje.

Gaby Amarantos

Em pouco tempo passou a ser reconhecida como a Beyoncé do Pará, e aproveitou a oportunidade para lançar outros singles de igual sucesso. 

A faixa Xirley, de 2011, recebeu mais de 1 milhão de views no YouTube e, logo em seguida, em 2012, vieram as duas músicas que a tornaram conhecida (e muito) em todo o país.

O fato de Gaby ter tido o produtor musical Miranda no comendo de sua carreira também foi um ponto extremamente positivo e que contribuiu enormemente com a guinada de sua carreira.

O primeiro álbum solo de estúdio da cantora, Treme, foi um sucesso absoluto. Mas ninguém poderia prever o alarde que geraria o lançamento de seu próximo single: Ex Mai Love.

Tema de abertura da novela da Rede Globo Cheias de Charme, a música se tornou um hit instantâneo; tornando conhecidas tanto a voz quanto a imagem de Gaby no Brasil inteiro. 

O sucesso rendeu uma série de indicações a prêmios para Gaby e suas músicas, e só em 2012 ela levou para casa seis deles, incluindo, por exemplo: Prêmio Multishow de Novo Hit, por Ex My Love; MTV Video Music Brasil de Artista do Ano; e Melhor Cantora pela Associação Paulista de Críticos de arte. 

Gaby Amarantos recebendo MTV Video Music Brasil

E isso sem contar mais outra importantíssima indicação (que, infelizmente, não ganhou), ao Grammy Latino de Melhor Artista Revelação e Melhor Álbum Regional. 

Os grandes hits

Apesar de a discografia de Gaby Amarantos contar com um único álbum (Treme, de 2012), a sua lista de singles que viraram hit se sucesso é enorme e importante. Nela se destacam, por exemplo:

  • Xirley (2011)
  • Ex Mai Love (2012)
  • Ela Tá Beba Doida (2013)
  • Gaby Ostentação (2014)
  • Fogo (2016)
  • Sou Mais Eu (2018)
  • Cachaça de Jambú (2019)
  • Xanalá (2019)

Gaby Amarantos

Isso sem contar as participações que a cantora faz em músicas de outros artistas, como é o caso da faixa Corpo Fechado. Gravada em parceria com Johnny Hooker, a música chegou a levar o prêmio MTV Miaw de Feat do Ano em 2019. 

Gaby na TV

Ao mesmo tempo em que começou a fazer sucesso como cantora em escala nacional, Gaby aproveitou a oportunidade para encarar trabalhos como atriz e apresentadora. 

Começando com uma ponta na novela que tinha a sua música como tema de abertura, ela participou de dois capítulos de Cheias de Charme. Ainda no mesmo ano, se aventurou na competição Dança dos Famosos, familiarizando-se ainda mais com o ambiente televisivo. 

Gaby Amarantos em Troca de Estilos

O primeiro trabalho mais parecido com o de apresentadora veio ao integrar o time de jurados do The Voice Brasil, em 2013, na sua 2ͣ  temporada. Enquanto isso, ela seguiu fazendo participações (geralmente como ela própria) em programas como Zorra Total e Vai Que Cola

Além disso, ela também fez uma ponta no filme Crô, de 2013; e em 2019 apareceu nas telonas como protagonista, no longa Serial Kelly

Em 2015, Gaby foi convidada pelo canal Discovery Home & Health para apresentar o Troca de Estilos, e ela ficou à frente da atração até meados de 2018; quando foi substituída por Mel Fronckowiak.

Gaby Amarantos e o elenco de Saia Justa

Desde o ano em que deixou o programa, entretanto, Gaby integra o time de mulheres que comandam o programa Saia Justa, da GNT; junto com Pitty, Mônica Martelli e Astrid Fontenelle.

Gaby empoderadora

Por ser uma mulher negra e dona de um corpo considerado fora dos padrões estéticos impostos nos dias de hoje – ou seja, por não ser branca, alta e extremamente magra -; Gaby teve que enfrentar muitos comentários e preconceito desde o início da carreira.

Gaby Amarantos

Embora já tenha, assumidamente, passado por uma lipoaspiração, uma abdominoplastia e implantes de silicone nos seios, Gaby afirma não se sentir mais presa às imposições estéticas da sociedade.

Recentemente, a cantora foi questionada sobre a contradição de servir de exemplo como uma mulher que aceita o próprio corpo e já ter participado do quadro Medida Certa, do programa Fantástico, em 2013.

De acordo com ela, a maneira com que lidava com o próprio corpo era diferente naquela época, e sua busca é sempre por evolução. Além disso, ela afirmou se orgulhar por ser um símbolo feminista e do empoderamento da mulher negra no Brasil.

Gaby Amarantos no Medida Certa

Isso porque, segundo o seu relato, incomoda muita gente o fato de uma negra de periferia ter conquistado o seu lugar em patamares financeiros e culturais tão altos; podendo influenciar no mundo de mais maneiras, inclusive política.

Vida pessoal de Gaby Amarantos

Além do sucesso como cantora e atriz, Gaby também já se transformou em meme; e não por um motivo de muito sucesso. 

Durante um show em 2019, a cantora se desequilibrou e levou um tombaço no palco após “bater cabelo”; e a imagem de Gaby Amarantos caindo foi, sem dúvidas, uma das mais compartilhadas do ano. 

Gaby Amarantos e o filho Conrado

Avessa à muita exposição de detalhes de sua vida pessoal, Gaby não costuma ser vista envolvida em polêmicas nesse sentido. 

Mas é conhecido que, abandonada pelo então namorado, a cantora teve uma gravidez difícil; trazendo seu filho ao mundo e o criando sozinha durante algum tempo, antes de conhecer um novo amor. 

Gaby Amarantos e o marido Gareth Jones

Pouco tempo depois do nascimento de Conrado, hoje com 11 anos, Gaby Amarantos conheceu o empresário inglês Gareth Jones, com quem se casou em 2014 e continua até hoje.

Imagens: reprodução

In this article

Join the Conversation