[sam_zone id=1]

Emma Watson – De Hogwarts para o ativismo feminista e ecológico

555 0

Emma Watson, que durante treze anos deu vida à personagem Hermione Granger nos filmes baseados nos livros de Harry Potter, uma das maiores franquias do cinema, tornou-se mundialmente conhecida em 2001, quando tinha apenas onze anos de idade.

Emma Watson

Após 19 anos de sua estreia nos cinemas, a hoje mulher Emma Watson traz em seu currículo muito mais que a carreira de atriz.

O ativismo de Emma Watson

Hermione Granger é facilmente lembrada como a personagem mais inteligente e engajada da saga Harry Potter, o que casa bem com a personalidade de Watson.

Ela é atualmente embaixadora da boa vontade da ONU Mulheres, além de promover a campanha He for She (#HeForShe) pela equidade de gêneros.

He fro She, movimento apoiado e divulgado por Emma Watson

Ativista não apenas pelos direitos das mulheres, Emma colaborou em 2009 com o People Tree, marca de moda de comércio sustentável, a fim de angariar fundos para a People Tree Foundation. Sua relação com a People Tree se repetiu nos anos de 2010 e 2011.

Em 2012, após posar para o artista plástico Mark Demsteader, a ativista pediu para que 10% da venda das obras fossem doados à uma ONG.

Emma Watson em manifestação feminista

A escolhida foi o Camfed International, uma organização não governamental britânica atuante em zonas rurais africanas, que tem por objetivo dar suporte às meninas para que possam frequentar o ambiente escolar de maneira digna.

Um ano depois, posou para o fotógrafo James Houston a favor da campanha Natural Beauty para arrecadar fundos para a Global Green USA, organização não governamental com enfoque na sustentabilidade e preservação do meio ambiente.

Filmes com Emma Watson

Como quase toda atriz infantil, sua imagem estava bastante consagrada no imaginário coletivo como Hermione. Assim, a atriz foi bastante criteriosa ao escolher os papéis que interpretaria ao fim da franquia que estrelou ao lado de Daniel Radcliffe e Rupert Grint.

Emma Watson como Hermonie Granger, em Harry Potter

Os mais notórios foram em As vantagens de ser invisível, um filme que, apesar de ser voltado ao público adolescente, tem um viés mais independente e Noé, uma grande produção do gênero épico. Também estrelou The Bling Ring, da diretora Sofia Coppola.

Emma Watson em A Bela e a Fera

Além disso, também pudemos presenciar o seu protagonismo no live-action de A Bela e a Fera. Por ser um musical, o longa forçou Emma a dar um novo passo, cantando na produção.

Mais recentemente, estrelou Adoráveis Mulheres, mais uma adaptação do livro homônimo dirigido por Greta Gerwig, onde ela interpreta Meg, a mais velha das irmãs March.

Emma Watson em Adoráveis Mulheres

O estilo de Emma Watson

Frequentadora de tapetes vermelhos desde os 11 anos, sua aproximação com a moda foi natural e acompanhou seu amadurecimento. Primeiramente, foi garota propaganda da Burberry, marca britânica para a qual desfilou em 2009 e 2011.

Emma Watson em campanha da Burberry

Ao final das filmagens de Harry Potter, cortou os cabelos, marca definitiva de sua personagem no filme, e foi rosto da casa de moda francesa Lancôme. Para a marca, a atriz estrelou a campanha do perfume Trésor Midnight Rose Fragrance, garantindo seu lugar em quatro campanhas da grife.

Emma Watson de cabelos curtos

Mais recentemente, pelo envolvimento com o ativismo ambiental e a People Tree, Emma desenvolveu uma parceria com Alberta Ferretti, estilista italiana de roupas ecológicas. Dessa forma, a atriz conseguiu unir dois de seus grandes interesses: moda e sustentabilidade.

A vida acadêmica de Emma Watson

Fora do universo cinematográfico, Emma decidiu estudar Literatura Inglesa na Brown University, nos Estados Unidos. Embora tentasse levar uma vida comum como estudante, Emma teve sua privacidade invadida diversas vezes por se tratar de uma personalidade muito conhecida.

Para promover o último filme da franquia Harry Potter, Emma precisou trancar o curso em 2011, afirmando que iria focar em sua carreira de atriz. A garota acabou por matricular-se em nada menos que Oxford para estudar inglês e complementar seu curso na Brown University. Ela se graduou em 2014.

Emma Watson atuando no projeto Our Shared Shelf

Ainda assim, sua paixão por literatura é tão grande que tem um projeto pessoal, batizado de Our Shared Shelf (na tradução: “Nossa Prateleira Compartilhada”), para incentivar a leitura. Ele envolve deixar livros em locais públicos para estimular a prática para o sortudo que encontrar o presente misterioso.

JK Rowling transfóbica?

Dada a popularidade de uma já conhecida Emma Watson feminista, os frequentes comentários transfóbicos de JK Rowling – a autora da saga Harry Potter – despertaram curiosidade por um posicionamento da atriz.

Emma Watson e JK Rowling

Assim, a atriz e ativista declarou apoio à comunidade trans por meio da sua conta no Twitter. Na ocasião, ela disse que pessoas trans são quem dizem ser e merecem viver sem tantos questionamentos.

Ela acrescentou que gostaria que seus seguidores trans soubessem que ela e muitas outras pessoas ao redor do mundo os vêem, respeitam e os amam por quem são.

Emma Watson ativista

Além disso, compartilhou ter feito doações à duas organizações que apoiam a causa. Mermaids Gender, que apoia a juventude trans, e Mama Cash, organização feminista em pról dos direitos das mulheres e meninas cis, trans e intersex.

As doações às duas organizações foram importantes não apenas por Emma Watson encorajar seus seguidores a também fazerem doações, como também para divulgar o trabalho das instituições.

Imagens: reprodução Facebook

In this article

Join the Conversation