[sam_zone id=1]

J Balvin – A trajetória que fez do colombiano um superstar do reggaeton

1046 0

O colombiano J Balvin começou no rap para, uma década depois, atingir o status de superestrela do reggaeton mundial 

Quem vê a familiaridade e o suingue de J Balvin no reggaeton pode até ter dificuldade para imaginar que o cantor iniciou sua carreira no mundo do rap. Compositor de uma das músicas mais populares e reproduzidas da última década, o cantor colombiano é, hoje, um dos maiores ícones latinos da música mundial.

J Balvin

Colecionando prêmios, indicações e elogios significantes da crítica especializada, J Balvin também ganhou fama e reconhecimento junto ao público nos últimos anos. Com isso, parcerias de peso passaram a fazer parte de seu currículo, colocando-o lado a lado com alguns maiores nomes da música internacional em faixas e palcos ao redor do mundo.

Trajetória de J Balvin

Nascido em 07 de maio de 1985, na cidade de Medellín, o colombiano José Álvaro Osorio Balvin deu seus primeiros sinais de interesse pela música na adolescência. Influenciado por bandas de rock, como Nirvana e Metallica, Balvin também era fã do gênero do hip hop e, na época, começou a improvisar rimas para passar o tempo e se divertir. 

Aos 17 anos ele teve a oportunidade de fazer um intercâmbio pelos Estados Unidos e, ao conhecer a cidade de Nova York, apaixonou-se ainda mais pelo rap. Depois de algum tempo entre Miami e NY, ele voltou para seu país natal e iniciou o curso de Relações Internacionais na prestigiada EAFIT University Medellín.

J Balvin

Nesse meio tempo, se apresentou em diferentes clubes da sua cidade e buscou algum reconhecimento por meio das redes sociais e completou sete semestres na faculdade. Logo depois, deixou o curso e passou a se dedicar totalmente ao sonho de obter sucesso no mundo da música. 

Depois de conhecer David Rivera Mazo em uma batalha de freestyle, Balvin começou a produzir e gravar as músicas que fazia em parceria com o novo amigo. E foi em 2009 que os seus esforços, pela primeira vez, lhe renderam um contrato com uma gravadora: a EMI Colômbia. 

A estreia de Balvin

Logo no seu primeiro single, Ella Me Cautivó, o cantor atingiu o 35° logar na lista Billboard Tropical Songs. Ainda em 2009 ele lançou o seu primeiro álbum, batizado de Real, seguido por El Negocio (de 2011) e La Familia (de 2013). 

Foi em 2014 que o reconhecimento do colombiano ganhou um empurrão de peso ao ter a a faixa Ay Vamos incluída na trilha sonora do filme Fast and Furious 7; num remix que contou com a participação de Nicky Jam e French Montana. 

Até hoje, o videoclipe da música é considerado um dos mais assistidos em toda a história do YouTube, tendo acumulado mais de 1,5 bilhões de views em 2018. 

Com isso, Balvin conquistou, em 2015 com Ay Vamos, o Grammy Latino de Melhor Álbum de Música Urbana. Ele aproveitou a notoriedade dos EUA e passou a incluir nomes fortes em suas novas parcerias, incluindo Ariana Grande, Robin Thicke, Maroon 5 e Prince Royce. 

Com o lançamento do álbum Energia, em 2016, o colombiano ganhou ainda mais fama. As faixas Ginza e Safari – com participação do cantor e produtor Pharrel Williams – impulsionaram ainda mais o nome de Balvin para o estrelato; posicionando o cantor na lista de grandes promessas da música.

J Balvin em turnê

Mi Gente

Embora o nome de J Balvin já tivesse notoriedade no meio, nada se compara ao impulsionamento que a música Mi Gente trouxe para a sua carreira. A composição de Balvin, Willy William, Adam Ashadally, Andrés David Restrepo e Mohombi Nzasi Moupondo foi lançada em 30 de junho de 2017.

Primeiramente, o single já chamou a atenção do público norte-americano e alcançou o 19° lugar na Billboard Hot 100. Logo depois, o lançamento do remix da faixa em parceria com Beyoncé levou o hit às alturas, substituindo Despacito no primeiro lugar da lista Hot Latin Songs

O remix também levou Balvin da posição 21 para a de número três na Hot 100 após apenas uma semana de seu lançamento. Daí para as primeiras posições de listas musicais de todo o mundo foi um pulo; sendo que versões remixadas com Alesso, Steve Aoki e Cedric Gervais, entre outros, ainda foram lançadas depois do sucesso inicial da parceria. 

Vibras

O quinto álbum de estúdio de J Balvin foi um sucesso total de público e crítica. Incluindo a faixa original de Mi Gente, o disco também conta com os hits Machika, com a participação de Anitta e Jeon; Peligrosa, em conjunto com Wisin & Yandel; e Brillo, com o talento em ascensão na música colombiana Rosalía

J Balvin e Rosalía

O álbum entrou para os top 100 em países como Bélgica, Espanha, França, Itália, Suíça e Suécia; sem contar o primeiro lugar no Billboard Top Latin Albums e o 15° na Billboard 200 nos Estados Unidos.

Discografia de J Balvin

Além das cinco primeiras obras, Balvin também lançou uma série de outros singles de sucesso – como Reggaeton e Blanco – ao longo dos anos seguintes. Seus lançamentos mais recentes foram Oasis e Colores, que estreou em março de 2020. 

Dessa forma, a discografia completa de J Balvin inclui, hoje:

  • Real (2009)
  • La Familia (2013)
  • Energia (2016)
  • Vibras (2018)
  • Oasis (em parceria com Bad Bunny – 2019) 
  • Colores (2020)

J Balvin com Cardi B e Bad Bunny

Além dos discos solo, o cantor já emplacou uma lista imensa de hits com artistas das mais variadas nacionalidades e estilos musicais. Mas entre os principais destaques, podemos citar:

  • Bum Bum Tam Tam, em 2018, com MC Fioti
  • X, em 2018, com Nicky Jam
  • I Like It, em 2018, com Cardi B
  • Con Altura, em 2019, com Rosalía
  • I Can’t Get Enough, em 2019, com Selena Gomez, Tainy e Benny Blanco
  • Qué Pena, em 2019, com Maluma

J Balvin superstar

Duas ocasiões mereceram destaque especial na carreira e no currículo de Balvin ao longo dos últimos anos. A primeira delas foi a participação do cantor na edição do Coachella batizada de Beychella, em 2018.

J Balvin e Beyoncé no Beychella

O colombiano dividiu o palco com a rainha Beyoncé para cantar a sua faixa remixada com a cantora, Mi Gente, levando não só o público da Queen Bey, mas também os fãs latinos, ao delírio.

A segunda e mais recente ocasião foi em fevereiro de 2020, durante a sempre aguardada apresentação do Super Bowl halftime show. Tendo as cantoras latinas Shakira e Jennifer Lopez como estrelas principais, J Balvin fez uma participação especial no evento (assim como Bad Bunny); cantando, mais uma vez, o hit Mi Gente.

J Balvin e Jennifer Lopez no Super Bowl halftime show

Nas gravações dos bastidores (e mesmo no palco) do show, era possível escutar o cantor celebrando o sucesso da Latino Gang no evento. Formada pelos nomes que dominam a indústria da música em espanhol, a Latino Gang inclui, entre outros nomes:

  • J Balvin
  • Bad Bunny
  • Karol G
  • Becky G
  • Luis Fonsi
  • Daddy Yankee
  • Ozuna
  • Sebastian Yatra
  • Maluma

J Balvin e Anitta

A amizade e as parcerias de J Balvin e Anitta já são bastante conhecidas pelos fãs que acompanham o trabalho de qualquer um dos dois. Mas o que muitos não sabem é que esse vínculo foi criado por meio de um simples direct no Instagram.

J Balvin e Anitta

Enquanto Anitta buscava nomes em alta na música latina para promover parcerias que a colocassem no mercado internacional, a cantora se deparou com o nome de Balvin. Sem ao menos conhecer o cantor, a funkeira brasileira enviou uma mensagem para o colombiano na rede e, para sua surpresa: foi respondida.

A partir disso, veio a primeira participação de Anitta em uma música de Balvin; e a faixa escolhida foi o remix do já sucesso Ginza. Para lançar o seu projeto Check Mate, do mesmo modo, a cantora convidou o colombiano para uma nova parceria, lançando o hit Downtown.

Além disso, Anitta ainda participou da faixa Machika, do álbum Vibras, e contou com a participação do cantor na música Bola Rebola, de seu álbum Kisses; lançado em 2019.

J Balvin e Anitta

Frequentemente envolvidos em parcerias musicais, Anitta e J Balvin também têm uma relação super próxima e pública de amizade. Isso fica bastante claro nas entrevistas em que um cita o outro, por exemplo, e também nas suas postagens.

Nas redes sociais, igualmente, ambos fazem questão de divulgar o trabalho um do outro e de chamarem-se de irmãos. Além disso, Anitta já declarou uma série de vezes a sua gratidão pela ajuda de Balvin, chegando a dizer que ele foi, sem dúvidas, uma das pessoas que mais contribuiu para o seu sucesso de sua carreira internacional.

J Balvin na moda

Juntamente com a música, o cantor também é reconhecido pela sua influência e contato com o mundo da moda. E não somente por causa da cor de seu cabelo, que muda quase que semanalmente, dependendo do mês.

Coleção de J Balvin para Guess

Conhecido pelos tênis, correntes, roupas e até dentes de diamante coloridos, o cantor vem sendo cada vez mais requisitado para todo tipo de parceria fashion.

Assim, ao longo dos últimos anos ele já participou de coleções que desfilaram na Medellín Fashion Week como designer e já lançou coleções cápsula em parceria com diferentes marcas.

Além disso, o colombiano também assinou uma coleção de jóias em 2018; incluindo cordões, correntes e até dentes postiços feitos a partir de materiais como couro, ouro e diamante.

J Balvin na caa da Vogue Colombia

Mais recentemente, J Balvin divulgou o resultado de sua segunda parceria com a Guess (numa coleção de primavera que tem o denim como destaque) e a criação de um Air Jordan 1 exclusivo em conjunto com a Nike. O cantor também acaba de receber o título de ícone de estilo da revista Vogue, abocanhando a capa da edição colombiana da revista ao lado da top porto-riquenha Joan Smalls.

Imagens: reprodução Facebook J Balvin

In this article

Join the Conversation