[sam_zone id=1]

Penélope Cruz – A musa espanhola de Almodóvar e de Hollywood

1014 0

Penélope Cruz é uma das atrizes estrangeiras de maior sucesso no mundo de Hollywood e acumula prêmios e trabalhos aclamados

Quando pensamos em atrizes de fora dos Estados Unidos bem-sucedidas em Hollywood, certamente, o nome de Penélope Cruz é um dos primeiros da lista.

Penélope Cruz

Aclamada por atuações impecáveis nas telonas desde a sua adolescência, Penélope Cruz acumula críticas cheias de aplausos, indicações e prêmios no mundo do cinema. E isso sem contar o sucesso como musa de um dos mais renomados e respeitados diretores do cinema espanhol.

Quem é Penélope Cruz?

Penélope Cruz Sanchez nasceu em 28 de abril de 1974 na cidade de Alcobendas, na Espanha. Ainda na infância ela descobriu o seu dom para a atuação ao brincar de inventar personagens e interpretá-los enquanto brincava com amigos.

Penélope Cruz

Envolvida com o mundo da dança na época da adolescência, Penélope estudou balé clássico por cerca de nove anos, no Conservatório Nacional da Espanha. Foi aos dez anos de idade que ela virou, em suas palavras, uma cinéfila.

A partir disso, o interesse pela atuação começou a ganhar espaço e, ao assistir o filme Átame!, do diretor espanhol Pedro Almodóvar, ela passou a buscar maneiras de se tornar uma atriz.

Bastante extrovertida desde criança, Cruz passou a procurar agentes profissionais para cuidar de sua carreira e, depois de muitas rejeições, venceu uma audição entre mais de 300 meninas.

Penélope Cruz

Assim, aos 15 anos, ela finalmente assinou contrato com Katrina Bayonas, uma das mais conhecidas representantes de atores na Espanha que já havia a rejeitado em três ocasiões por ser muito nova.

O início de carreira

Enfim agenciada, Penélope fez sua estreia em um videoclipe da banda espanhola Mecanos, apresentou um programa voltado para o público teen e fez uma pequena ponta em uma série francesa erótica em que aparece nua.

Foi em 1992 que ela teve o seu primeiro grande papel, na pele de Silvia, no filme Jamón, Jamón; ao lado de Javier Bardem. Tornando-se um sex simbol imediato após uma cena topless no longa, Cruz chamou a atenção não só pelo apelo sexual, mas também pela atuação.

Penélope Cruz em Jamón Jamón

Em pouco tempo, novos papéis começaram a aparecer e a atriz ganhou mais notoriedade na Espanha. Nessa época, inclusive, ela já começava a acumular indicações e prêmios do cinema espanhol por sua atuação e, em 1994, se mudou para Nova York em busca de uma carreira internacional.

Agora sob o agenciamento de Hylda Queally (responsável pelas carreiras de atrizes como Kate Winslet e Cate Blanchett, entre outras), Cruz conquistou papéis em filmes de ainda mais visibilidade.

Musa de Pedro Almodóvar

Em 1997 a atriz teve a chance de trabalhar ao lado do diretor que, em muitos sentidos, inspirou a sua carreira. Por Carne Trêmula – mais uma vez ao lado de Bardem -, Cruz ganhou a atenção da crítica e também o amor de Almodóvar, tornando-se uma das grandes musas do diretor.

Penélope Cruz em Carne Trêmula

Ao longo de sua carreira foram sete trabalhos em parceria com o diretor, incluindo alguns de seus maiores sucessos; que também viraram clássicos do cinema mundial e do currículo de Pedro Almodóvar, conforme a lista a seguir:

  • Carne Trêmula (1997)
  • Tudo Sobre Minha Mãe (1999)
  • Volver (2006)
  • Abraços Partidos (2009)
  • A Vereadora Antropófaga (curta de 2009)
  • Os Amantes Passageiros (2013)
  • Dor e Glória (2019)

Carreira internacional

No mesmo ano em que fez o seu primeiro filme com Almodóvar, Penélope também estreou o longa espanhol Abre Los Ojos. Embora a película não tenha obtido sucesso na época, o seu remake foi um dos filmes que garantiu à atriz Penélope Cruz o início de uma grande carreira em Hollywood.

Penélope Cruz em Vanilla Sky

Lançado em 2001 sob o nome de Vanilla Sky, o remake do filme do qual havia participado em 1997 arrecadou cerca de 200 milhões de dólares nos cinemas de todo o mundo. Protagonizado por Tom Cruise e tendo, ainda, Cameron Diaz no elenco, o filme dividiu as opiniões da crítica especializada; mas a atuação de Cruz recebeu somente elogios.

Na sequência, Penélope protagonizou, ao lado de Johnny Depp, Blow (em português Profissão de Risco; filme que também dividiu a opinião da crítica mas, ainda assim, arrecadou cerca de 80 milhões de dólares ao redor do mundo.

Penélope Cruz em Profissão de Risco

Prêmios e reconhecimento

Cada vez mais acostumada com a língua inglesa, a atriz passou a conquistar mais e mais papéis importantes no cinema dos Estados Unidos, consolidando a carreira em Hollywood e tornando o seu nome internacionalmente conhecido.

Os sucessos de público e crítica se tornaram cada vez mais frequentes e, assim, novas indicações a grandes prêmios começaram a aparecer; e não somente pelos filmes produzidos nos EUA.

Penélope Cruz em Volver

Apenas pelo filme Volver, de 2006, foram 20 indicações e 8 prêmios abocanhados pela atriz espanhola. Dois anos depois, Penélope teve mais um grande feito, desta vez pelo filme dirigido por Woody Allen: Vicky Cristina Barcelona.

Pelo filme que protagonizou ao lado de Scarlett Johansson e (mais uma vez!) Javier Bardem, Cruz recebeu 15 indicações e levou outros impressionantes 18 prêmios para casa; incluindo o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante.

Penélope Cruz em Vicky Cristina Barcelona

As indicações pelos dois filmes que estrelou em 2009 – Los Abrazos Rotos e Nine – também foram muitas, variando entre as categorias de Melhor Atriz, Melhor Atriz Coadjuvante e Melhor Filme.

Além disso, ainda teve indicações em diferentes premiações ao longo dos anos seguintes, incluindo muitas no divertido MTV Movie Awards e também no respeitado Goya Award, principal reconhecimento do cinema espanhol.

Com o reconhecimento, a atriz ganhou a sua própria estrela na Calçada da Fama em 2011 e segue em alta no cinema mundial.

Penélope Cruz e sua estrela na Calçada da Fama

Filmografía de Penélope Cruz

Entre os principais destaques da carreira de Penélope podemos citar:

  • Jamón, Jamón (1992)
  • Abre Los Ojos (1997)
  • Carne Trémula (1997)
  • La Niña de Tus Ojos (1998)
  • Todo Sobre Mi Madre (1999)
  • Profissão de Risco (2001)
  • Vanilla Sky (2001)
  • Waking Up In Reno (2002)
  • Gothika (2003)
  • Sahara (2005)
  • Bandidas (2006)

Penélope Cruz e Salma Hayek em Bandidas

  • Volver (2006)
  • Vicky Cristina Barcelona (2008)
  • Los Abrazos Rotos (2009)
  • Nine (2009)
  • Piratas do Caribe – Navegando em Águas Misteriosas (2011)

Penélope Cruz em Piratas do Caribe

  • Para Roma com Amor (2012)
  • Zoolander 2 (2016)
  • Loving Pablo (2017)
  • Assassinato no Expresso Oriente (2017)
  • Todos Já Sabem (2018)
  • Dolor y Gloria (2019)

American Crime Story

Já consagrada pela sua carreira no cinema, Penélope integrou o elenco de The Assassination of Gianni Versace, a segunda temporada da série American Crime Story.

Na pele da estilista Donatella Versace, Penélope agradou o público e a crítica ao contar a história do assassinato do estilista que deu nome a uma das marcas mais valiosas do mundo.

Penélope Cruz na pele de Donatella Versace, em American Crime History

A personalidade interpretada pela atriz na série, no entanto, não ficou muito feliz com a série. Embora tenha mandado flores para Penélope pela estreia da série, a estilista – e amiga pessoal de Cruz – afirmou saber que seria tratada com respeito no trabalho, mas que não pretendia assisti-lo.

Isso porque família Versace não autorizou nem o roteiro da série e nem o livro em que ela foi baseada, Vulgar Favors, escrito por Maureen Orth.

Vida amorosa de Penélope Cruz

Embora seja uma atriz bastante discreta no que diz respeito à sua vida amorosa, Penélope Cruz teve alguns envolvimentos românticos que foram bem conhecidos no mundo das fofocas.

Penélope Cruz e Matthew McConaughey

Entre os nomes mais conhecidos da sua lista de namoros podemos citar Tom Cruise e Matthew McConaughey, com quem contracenou em Sahara. No entanto, os atores Orlando Bloom, Josh Hartnett e Matt Damon também fazem parte da lista de supostos affairs da atriz ao longo do seu tempo de solteira.

Penélope Cruz e Javier Bardem

Penélope e Bardem já haviam trabalhado juntos em dois filmes quando um romance entre eles, de fato, começou; sendo um deles o primeiro grande longa da carreira da atriz, Jamón, Jamón.

Penélope Cruz e Javier Bardem

Mas foi somente durante as filmagens de Vicky Cristina Barcelona que a relação começou. Embora a indústria da fofoca já desse como certo o romance entre os dois, demorou muito tempo até que o casal assumisse estar junto.

Tempo suficiente, inclusive, para que se casassem, em 2010, com total privacidade, na casa do amigo Johnny Depp nas Bahamas.

Embora já tivesse declarado seu amor à Penélope durante o agradecimento por um prêmio anteriormente, foi só em 2011 que o casal apareceu publicamente de mão dadas; levando a mídia ao delírio.

Penélope Cruz e Javier Bardem

Ainda em 2011 o casal trouxe ao mundo o seu primeiro filho, Leo, acrescentando mais um integrante à família em 2013: a pequena Luna.

Depois do matrimônio, que já completa dez anos, o casal ainda trabalhou junto em três filmes: O Conselheiro do Crime, de 2013; Escobar – A Traição (Loving Pablo), de 2017); e Todos já Sabem, de 2018.

Penélope Cruz e filhos

Sempre discretos em relação à vida pessoal, Penélope Cruz e Bardem têm um dos casamentos de aparência mais sólida do mundo de Hollywood, seguindo numa parceria que ainda rende muitos e bons frutos dentro e fora das telas.

Imagens: reprodução

In this article

Join the Conversation